"Trabalho, ética e responsabilidade."
Último Artigo

| Postado em: 01/09 - 08:00
Mais uma vez esta Casa de Leis vive um momento de exercício da democracia. Um momento de defesa dos interesses do povo do Paraná.
Nos últimos anos, o PMDB através do então governador Roberto Requião e dos deputados estaduais, trabalhou incessantemente para que os profissionais da Educação do Paraná tivessem aprovado o seu Plano de Cargos e Salários.

    Mais uma vez esta Casa de Leis vive um momento de exercício da democracia. Um momento de defesa dos interesses do povo do Paraná.

    Nos últimos anos, o PMDB através do então governador Roberto Requião e dos deputados estaduais, trabalhou incessantemente para que os profissionais da Educação do Paraná tivessem aprovado o seu Plano de Cargos e Salários.

    Foi um trabalho intenso, sempre em conjunto com os profissionais da Educação.

    Depois de muito trabalho, no qual me incluo, pois fui vice líder do PMDB na Assembleia naquele período, o Plano foi aprovado e foi efetivado, beneficiando milhares de paranaenses.

    Agora, seria uma incoerência nós votarmos a favor de mudanças nesses benefícios já conquistados, depois de muita luta dos profissionais e trabalho nesta Casa de Leis.

    Não podemos permitir que esse benefício conquistado e assegurado pelas constituições do Estado e Federal, seja modificado, prejudicando os profissionais de Educação do Paraná.

    Se essas mudanças forem aprovadas nesta Casa de Leis, o setor educacional pode ser prejudicado através da desmotivação dos seus profissionais, que podem entender isso como uma desvalorização à categoria.

    Precisamos continuar avançando, trazendo conquistas à categoria, ampliando investimentos, caminhando para o ensino integral e melhorando as condições de trabalho dos professores. Não é um momento de retroagir, precisamos avançar em todos os setores.

    Temos que discutir os investimentos em estrutura física, em transporte, em acessibilidade. Quanto melhor a estrutura de trabalho, somado com um salário condizente com a realidade, mais determinados estarão os profissionais da educação

    Nós entendemos a delicada situação econômica pela qual passa o Governo do Estado. Porém, defendemos que outras alternativas para recuperar o equilíbrio financeiro sejam tomadas, sem causar prejuízo a uma importante parcela da população.

    Não há como sacrificar a classe que é responsável pela formação de cidadãos, pela educação dos nossos filhos e netos, para que o Estado consiga um equilíbrio financeiro.

    Embora o substitutivo amenize o projeto original, somos contrários também aos seus impactos.

    Defendemos que o projeto seja retirado de pauta para uma maior discussão.

    Não são apenas os salários ou benefícios diretos aos profissionais que devem ser discutidos. Temos que discutir a Educação como um todo, envolvendo toda a estrutura que a cerca.

    Este é um assunto que merece uma ampla discussão. Precisamos chamar os representantes regionais para ouvir suas necessidades. Somente através de uma discussão conjunta chegaremos a uma solução eficiente para o setor educacional do nosso Estado. Não cabe, na minha forma de ver, neste caso a Comissão Geral. Esta Casa de Leis precisa respeitar as comissões da Casa. Não posso compactuar com uma Comissão Geral para uma matéria dessa natureza, dessa importância. Não podemos passar por cima das comissões. Precisamos respeitar o trâmite legal nesta Casa de Leis e envolver a sociedade civil organizada nessa discussão. As matérias precisam ser amplamente analisadas e discutidas e neste momento, no meu entender, não cabe uma Comissão Geral.

    Parabenizo aos profissionais da Educação, que mais uma vez mostraram poder de mobilização e não se frustraram em lutar pelos seus direitos.

    De forma democrática e ordeira, estão provando ao Paraná que através de união e determinação de pessoas que têm em comum o sentimento de lutar para melhorar cada vez mais o nosso Estado, podemos desenvolver cada vez mais nossos municípios e nosso Estado como um todo.

    Por isso senhor presidente, senhores deputados, meu voto é para que o projeto substitutivo seja retirado de pauta para uma maior discussão.

    Faço isso pelo bem da Educação do Paraná.

    Faço isso em defesa dos profissionais da Educação do Paraná, que têm em suas mãos a tarefa de formar cidadãos. A tarefa de formar pessoas de bem e que estejam preparadas para contribuir para o desenvolvimento do nosso Estado e do nosso País.

    “Se a Educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda”, Paulo Freire.

    Muito obrigado e QUE DEUS NOS ABENÇOE!

    Outros Artigos

    Copyright © 2017 Deputado Ademir Bier
    Todos os direitos reservados.
    Atendimento:
    (41) 3350-4380
    (45) 3254-2503
    Endereço:
    Praça Nossa Senhora da Salete, s/nº
    Centro Civico - Curitiba - PR

    Escritório de Atendimento M. C. Rondon
    Rua Santa Catarina, 657, Centro